remotework

Você tem o que é preciso para ser nômade digital?

Por que passar a vida inteira em um lugar se você pode fazer do mundo seu lar? É com essa ideia na cabeça que o nomadismo digital conquista adeptos e faz muitas pessoas transformarem completamente a forma como vivem. A possibilidade de precisar somente de uma conexão com internet e um computador para desenvolver seu trabalho é encantadora. Mas o que você precisa para se tornar um nômade digital?

Equipe Deel
Written by Equipe Deel
Junho 7, 2022
Contents
Need help onboarding international talent?
Try Deel

A resposta para essa pergunta depende de como você vai querer levar a vida. Cada pessoa tem necessidades específicas e precisa lidar com desafios próprios. No entanto, há alguns aspectos em comum que todas as pessoas que querem seguir para o nomadismo digital precisam levar em consideração. Pensando nisso, a Deel preparou uma lista de perguntas para este momento. 

1. Seu salário é suficiente? 


Antes de largar o emprego formal para se tornar freelancer, analise se será possível manter o seu padrão de renda. Pesquise bastante sobre o custo de vida nos lugares que você deseja morar e compare com seu salário. Também compreenda se a sua profissão é capaz de te ajudar a atingir este objetivo ou se precisará se aprimorar em uma nova atividade econômica. 

2. Em quais lugares você deseja se estabelecer? 


Apesar de não precisar de um endereço fixo para trabalhar de forma remota, é fundamental ter uma ideia dos lugares que você pretende viver e se estabelecer por um curto período. Conheça plataformas de hospedagem, entenda se a internet oferecida nessas cidades é suficiente para continuar exercendo seu trabalho e se atente ao fuso horário.

Outro ponto fundamental - e que faz conexão com o tópico anterior - é escolher locais que tenham um custo de vida igual ou inferior ao seu custo de vida atual. Muitos nômades brasileiros têm optado por destinos como México, Tailândia, Turquia ou países do leste europeu por conta das suas moedas, que são mais desvalorizadas que o real. 

3. Você tem um plano B? 


Supondo que você trabalhe em uma empresa que te ofereceu a oportunidade de trabalhar de forma remota, ao começar a viver em outro país, longe de todos que conhece, você tem alguma proteção caso algo aconteça? Antes de se mudar, construa uma reserva de emergência e tenha opções para se prevenir de imprevistos. 

Além disso, cadastre-se em plataformas de serviços freelancers, mantenha o portfólio sempre atualizado e procure fazer networking nas cidades que você visitar. Também não perca a oportunidade de divulgar seus serviços para potenciais clientes - o LinkedIn pode ser um ótimo aliado nessa empreitada.

4. Se preparou para o estilo de vida minimalista? 


Se tornar um nômade digital é abdicar de excessos. Itens valiosos e objetos importantes para a sua vida, mas que são dispensáveis, não vão te acompanhar nessa jornada de nomadismo. Para não ficar com as costas doendo por causa da mochila pesada, apenas o essencial deve estar com você, como computador e celular. O restante você encontra no caminho.

A Deel facilita o crescimento de equipes remotas e internacionais. Pronto para começar?

+

Países

+

Clientes

+

Especialistas Jurídicos

+

Monedas